Lucia Hipolito falando na CBN sobre o Voto Nulo



Pois é, Democracia à brasileira, ou seja, se apenas um eleitor votar em alguém, a opinião deste único estará acima da opinião de toda a massa de eleitores, mais de 135 milhões. Essa lei dos votos válidos é uma piada, é tirar o maior sarro dos eleitores taxando-os de idiotas perfeitos. É uma forma inventada para a manipulação do povo e a perpetuação da classe política por cima da “carne seca”, pois no mínimo serão eleitos por aqueles que são filiados aos partidos políticos e por aqueles aos quais defendem os interesses. Este é de fato um dos maiores crimes que se pode cometer contra qualquer sociedade e a enorme maioria ainda não se tocou disso, vivem de sonhos e de utopias acreditando piamente em “santos do pau oco” que na verdade só fazem explorar a tudo e a todos com a sua corrupção desavergonhada. Enfim, próprio para um povo que se porta como subservientes, escravos, ressaltando porém que os escravos não se submetiam por vontade própria feito os atuais que se comportam como perfeitos "abobados", que só querem saber de banalidades como bebidas, drogas, promiscuidade, libertinagem, etc. Isso é próprio de um povo que não faz a mínima questão de atentar para o fato de que é alienado e consequentemente, submisso. Isso é um fato e não é nenhuma ficção científica.  Confortavelmente à vontade de alguns, com o Código Eleitoral atual o que se está conseguindo é renegar a opinião da maioria e isto não pode ser aceito como democrático, é um sistema impositivo, escravocrata. Quando esse povo brasileiro vai acordar para exigir mudanças nesta realidade horrorosa ?

2 comentários:

Anônimo disse...

http://informecritica.blogspot.com/2010/11/minoria-elege-dilma-roussef-e.html

Uma minoria elegeu Dilma e isso garante sua ilegitimidade.

Marcos Borkowski disse...

Olá! Excelente o texto e as verificações que ele tão claramente traduz. Quando leio algo tão brilhante, coberto este sim, de verdades em todos os seus parâmetros, percebo que nem todos neste nosso Brasil concordam em fechar os olhos e portar-se com uma insensatez retrógrada que em um mundo civilizado não deveria mais encontrar espaço. Temos hoje uma presidente que dentro da exatidão da Matemática não expressa legitimidade e sim, somente traduz o que é o regime vigente implantado em nossa Terra, que alguns poucos insistem em chamar de "Democracia", mas que já uma "boa camada" percebe tratar-se de um regime impositivo, manipulador, propositadamente e minuciosamente elaborado para a perpetuar a escravização dos cidadãos. Mas esta "boa camada" cresce a olhos vistos a cada eleição e é por esta constatação de "avanço real" que devemos persistentemente continuar quando o desalento quiser nos afrontar com as suas mentiras. Cabe a nós persistir constantemente e esperar pelo dia em que os êngodos desta pseudo democracia serão sobrepujados e não encontrarão mais espaço na consciência do povo brasileiro. Porém, devemos entender que ainda temos muito que evoluir neste sentido, infelizmente muitos não se apercebem dos seus erros, isto faz parte da evolução do homem e é um fato tão real e exato quanto o é a Matemática. Mais uma vez obrigado pelo seu comentário. Um abraço !