Alvaro Dias denuncia esquema de compra de votos no Amazonas

Nesta quarta-feira (13), o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) comentou a reportagem publicada pelo jornal A Crítica, de Manaus, sobre o acolhimento, pelo MPF de denúncia feita pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) do esquema de compra de votos e abuso de poder econômico durante a campanha para senador de Eduardo Braga e Vanessa Grazziotin, eleitos pela coligação Avança Amazonas.

A reportagem cita que cinco eleitores confirmaram ao MPF que foram convidados para trabalhar na campanha dos candidatos da coligação Avança Amazonas e mesmo sem terem realizado o serviço combinado receberam pagamentos através de cartões de débito do Banco Bradesco.

Na nota referida pelo Senador, Arthur Virgílio acusa "frontalmente o candidato Eduardo Braga de ser o mandante da maior fraude eleitoral da história do Amazonas em seu favor e da candidata Vanessa Grazziotin".

“Segundo a denúncia, o esquema teria funcionado maquiado de pagamentos a cerca de cem mil cabos eleitorais, no interior, no valor de R$600,00 a R$1.200,00 cada. Eu repito: cem mil cabos eleitorais!”

"Há que se esperar do Ministério Público uma investigação competente, e nós confiamos plenamente nesta instituição. Certamente a Justiça Eleitoral, com celeridade, haverá de promover o julgamento necessário, para que antes da diplomação a população do Amazonas, sobretudo, e do Brasil, possa ter conhecimento do que realmente ocorreu e quais foram as providências tomadas" - disse Alvaro Dias.



Com informações da Agência Senado