MANOBRAS TENTAM LIVRAR PETISTA DO FICHA LIMPA

Sucessivas manobras protelatórias, com anuência do Tribunal Superior Eleitoral, têm protegido o governador de Sergipe, Marcelo Deda (PT), amigo e compadre do presidente Lula, de ser julgado por abuso de poder político e econômico. É o único governador denunciado que não foi julgado. Quando pararam as medidas protelatórias, o TSE espantou o meio jurídico devolvendo o processo ao TRE-SE para “diligências”.

Procrastinação
A devolução do processo de Marcelo Deda ao TRE-SE atendeu ao objetivo da defesa de adiar o julgamento dele para depois das eleições.

Ops, deu errado
Quando as “diligências” solicitadas pelo TSE caminhavam em ritmo de tartaruga em Sergipe, veio o imponderável: o projeto do Ficha Limpa.

TSE agiu rápido
Pelo Ficha Limpa, se condenado por um tribunal, Deda ficaria inelegível 8 anos. Novo espanto: o TSE pediu o processo de volta. Chegou ontem.

Armação ilimitada
Agora, amigos de Deda no TSE apressam o julgamento antes que o Ficha Lima entre em vigor. E Lula não tem pressa de sancionar a lei...

Fonte: Claudio Humberto