BANCO CENTRAL PROTEGE 'CAIXA PRETA' DAS ONGs

A CPI das ONGs do Senado, que pouco consegue investigar, notificou o Banco Central a informar o volume de recursos enviados do exterior para financiar a atuação de Organizações Não-Governamentais no País. Apesar do amparo legal da CPI, o BC se recusou a informar. Alegou em ofício ao presidente da CPI, senador Raimundo Colombo (DEM-SC), que “não pode quebrar o sigilo bancário” das ONGs.

BC nem aí
A Constituição dá poderes de quebra de sigilos às CPIs do Congresso. Mas o Banco Central parece não dar muita bola para isso.

Bom negócio
A CPI calcula que mais de R$ 100 milhões são enviados às ONGs no Brasil. Só o Greenpeace receberia mais de R$ 12 milhões da Holanda.

Meirelles sob vara
A recusa do BC pode custar caro. O diretor ou até Henrique Meirelles, o presidente, podem ser conduzidos sob vara para prestar informações.

Três anos
A CPI das ONGs, que patina, foi criada em 2007 no Senado para apurar irregularidades na operação de ONGs brasileiras e estrangeiras.

Por Claudio Humberto