Homens de verdade em Pátrias de fato

Ao contrário do que a grande maioria acredita, o mundo não se desenvolveu através da inércia dos cidadãos. Não foi a partir de pessoas que levam a vida em um mar de rosas que a humanidade chegou aos seus conceitos fundamentais, como por exemplo a Declaração Universal do Direitos Humanos, as leis antiescravistas, proteção do meio ambiente, etc. Foi através da preocupação de alguns, da sua dedicação em incontáveis horas de estudos e reflexão que o mundo partiu em busca de soluções para desenvolver-se visando um vida melhor e mais dígna.

Infelizmente, nem todos se preocupam. A enorme maioria visa sempre o "eu" em primeiro lugar, visam ganhar sempre, estes que se dizem "os espertos" que causam prejuizos incalculáveis aos demais. A vida destes "espertos" é pautada por horas regadas por banalidades como futebol, churrascadas, festas, drogas e bebidas alcóolicas. Nada lhes causa preocupação, nada lhes constrange, nem mesmo a sua ignorância e insensatez, pelo menos até que algo lhes atinja. Aí sim é que somos obrigados a ouvir o "muro das lamentações" deste pobrezinho.

Justamente aí é que entram os "espertalhões mor", que se utilizam da ingenuidade deste povo para se dar bem. Aí é que eles engordam suas riquezas roubando o que é de todos, o erário público. Se utilizam da boa-fé deste povo para enriquecer, e cada vez mais. Sequer cogitam limites. São eles: os banqueiros que batem recordes anuais de arrecadação. Taxas e mais taxas. Grandes empresários que se dão bem desgraçando o nosso pobre Realzinho. Vender a qualquer preço, exportar é o que importa. Latinfundiários que assassinam diariamente o meio ambiente, sempre atrás de mais terras para plantar, árvores para derrubar e animais para matar. Lucro sempre e ganância sem limites, é isto que visam, custe o que custar.

Para justificar e para legalizar estes crimes é que chegamos aos traidores do povo, os políticos. Estes é que se responsabilizam de botar “panos quentes” ou acalmar os ânimos daqueles que são roubados, o povo. São estes que através da sua lábia feroz, tornam-se os responsáveis por enganar, por iludir e viabilizar os inúmeros crimes que presenciamos. E quando trato de crimes, não me refiro aos que costumeiramente vemos na televisão, porque estes são próprios de um povo desesperançoso. Quero me referir a falta de educação com nível elevado, a saúde de ótima qualidade, a segurança eficaz, coisas que todos poderíamos ter se a enorme maioria não se deixasse ludibriar. E ainda, não menos responsáveis, são aqueles que estão abaixo da classe política, os militantes. Estes são co-responsáveis pelo fato de responsabilizarem-se de levar as suas comunidades e aos seus afetos toda esta ilusão. Boas vidas e oportunistas, levam consigo a desgraça de todos nós, isto sim.

Conscientize-se disto, não vote em branco, não eleja. O Pais precisa de você atuante !!!

Texto: Marcos Borkowski